sexta-feira, 11 de Abril de 2014

A floresta misteriosa / The mysterious forest


Algures no seio da Serra de Montemuro, uma relíquia do passado esconde-se num vale de encostas íngremes e quase inacessíveis. Um sonho do qual não quero acordar…pena que fique tão longe...


Somewhere on the Montemuro Mountain a relic from of the past is hidden in a steep valley and almost inaccessible. A dream from which I did not want to wake up...

segunda-feira, 31 de Março de 2014

Efeito lagarta / Caterpillar effect


Arte numa folha de uma amoreira, criada pelo apetite voraz de várias lagartas do Bicho-da-seda (Bombyx mori)…mais um sinal da Primavera…


Art on a leaf of a mulberry tree, created by the voracious appetite of various caterpillars Silkworm silk (Bombyx mori)...another sign of Spring…

terça-feira, 4 de Março de 2014

O rincão da Rabila / Moorhen’s home


Existem momentos em que o mais comum e o mais vulgar, se torna especial. A Galinha-d’água (Galinulla chloropus), conhecida entre os gândareses por Rabila, é uma das aves aquáticas mais comuns que habitam as zonas húmidas da Gândara. Geralmente são cautelosas, mas em determinados locais, como a Lagoa de Mira ou a Barrinha, são afoitas e podem ser observadas com relativa facilidade. Numa manhã enevoada e tranquila, este indivíduo deixou-se fotografar no seu rincão, partilhando comigo o silêncio do momento…


There are times when the most common and vulgar, becomes special. The Moorhen (Galinulla chloropus), known among gândareses by “Rabila”, is one of the most common waterbirds that inhabit the wetlands of Gândara. They are usually prudent, but in certain places, such as Lagoa de Mira or Barrinha, they are reckless and can be seen in open water. In a quiet misty morning, this individual let himself photograph in his corner, sharing with me the silence of the moment…

quinta-feira, 13 de Fevereiro de 2014

Esboço de uma duna / Sketch of a dune


Primeiro surgiu a areia…branca, nua, sem vida…e assim se manteve por muito, muito tempo, até onde a vista alcançava! Depois o sopro da Gândara carregou consigo os primeiros sinais de vida…e brotaram as primeiras plantas…de início esboçadas timidamente…numa lição de sobrevivência...


First the sand appeared ... white, nude, lifeless ... and so remained for a very long time, far as the eye could see! Then the breath of Gândara carried with the first signs of life ... and the first plants sprouted ... start timidly sketched ... a lesson of survival…

quarta-feira, 22 de Janeiro de 2014

Entre Linhas / Between Lines


Em 2013, durante os derradeiros dias da estação mais fria do ano, até ao limite da última luz, foram muitos os finais de dia que me sentei na margem da Lagoa de Mira a observar o bando de galeirões que ali invernava. Procurava realizar uma imagem que mostrasse o final do dia destas aves procurando o seu sustento no refúgio proporcionado por este lençol de água. Num desses momentos, ao longe, a linha de água era definida pela luz fria que beijava a margem poente. Foi então, que entre mim e o grupo de galeirões, um pato-real sulcou calmamente a água criando um sulco na sua superfície, refletindo a luz numa linha paralela à linha de água do horizonte. Um momento único! Um instante irrepetível!


In 2013, during the last days of the coldest season of the year, up to the last light, many were the end of the day that I sat down on the edge of Lagoa de Mira observing the flock of coots that wintering there. I was looking for an image that shows the end of the day of these birds, feeding in the refuge provided by this body of water. In one of these moments, the water line was defined by the cold light that kissed the west edge. Suddenly, between me and the group of coots, one mallard softly crossed the water creating a groove on its surface, reflecting the light in a parallel line to the water line of the horizon. A single moment! An unrepeatable moment!

terça-feira, 7 de Janeiro de 2014

PRIMEIRO ENSEJO / FIRST SKETCH


Hoje de manhã acordei com desejo de esboçar qualquer coisa…e num recanto das matas da Gândara este foi o meu primeiro ensejo…eu, a água, as plantas, os anfíbios e a neblina…em silêncio…em paz…


This morning I woke up with the desire to sketch anything ... and in a corner of the woods of Gândara this was my first moment ... me, the water, the plants, the amphibians and the mist ... in silence ... in peace...

quarta-feira, 25 de Dezembro de 2013

sábado, 14 de Dezembro de 2013

Paraíso ou Inferno? / Heaven or Hell?


Na última primavera, os choupos produziram uma enorme quantidade de lã seminal que potenciaram a captação de belas imagens para os nossos olhos mas, que dificultaram a vida a inúmeras espécies de animais. Observei centenas de insectos e outras criaturas mortas e entre as que tinham vida, muitas tinham grandes dificuldades em movimentarem-se naquele manto branco. Uma delas, foi este caracol, que por vezes, desaparecia sob a alvura vegetal, tentando desesperadamente encontrar um caminho de saída. Para nós, simples observadores, uma imagem digna de um conto de fadas…para as pequenas criaturas que o tentavam atravessar, um inferno interminável. Daí a pergunta: paraíso ou inferno? Qual a sua impressão?


Last spring poplars produced a enormous amount of seminal wool that potentiate the uptake of beautiful images for our eyes, but which hampered the lives of countless species of animal. I observed hundreds of dead insects and other creatures and among those who had life, many had great difficulty to move in that white mantle. One of them was this snail, which sometimes disappear under the plant whiteness, desperately trying to find a way out. For us mere observers, a dignified image of a fairy tale ... for small creatures that tried to cross it, an endless hell. Hence the question: heaven or hell? What is your impression?

terça-feira, 3 de Dezembro de 2013

Primeiras geadas / First frosts


Nos últimos dias de outono os ventos frios que sopram de leste têm favorecido o surgimento das primeiras geadas. As manhãs despertam cobertas com um manto branco de gelo dando origem a variadíssimas formas geométricas com as quais me deleito…hoje foi no meu quintal, numa das minhas couves!!!


In the last days of Autumn cold winds that blow from east have favored the emergence of the first frosts. Morning wake up covered with a white blanket of ice resulting in extensive range geometric shapes which delight myself…today was in my backyard, on one of my cabbages…

terça-feira, 19 de Novembro de 2013

Flores Encantadas / Enchanted Flowers


As Ansarinas estão entre as minhas plantas favoritas. As suas flores amarelas raiadas de castanho avermelhado estão dispostos em cachos densos e curtos. Com esta dupla exposição tentei mostrar o feitiço que elas exercem sobre mim...um momento mágico…como num sonho!!!


Toadflax are one my favorite plants. Their yellow flowers spoked reddish brown are arranged in dense and short curls. With this double exposure I tried to show to spell they put on me…a magic moment…like a dream!!!

quarta-feira, 13 de Novembro de 2013

Regresso a casa / Home


Uma das minhas últimas imagens captadas do interior da casa florestal onde residi quase 10 anos e que me transporta sempre numa viagem ao passado…e que me aquieta o espírito. É uma boa sensação estar de regresso a casa!


One of my last pictures taken inside of the forest house where I lived nearly 10 years. It always takes me on a journey to the past ... and it quiets my spirit. It feels good to be back home!

sábado, 2 de Novembro de 2013

Amplexo nas dunas / Amplexus in the dunes


Os Sapos-comuns (Bufo bufo) são os anfíbios anuros de maiores dimensões que ocorrem em Portugal. São bastante robustos, com olhos grandes de cor alaranjada e de pele verrugosa no dorso e flancos. Na Gândara, durante a época de reprodução é normal observar milhares de indivíduos em busca de um local propício para a deposição dos ovos, o que os pode levar a percorrerem vários quilómetros durante essa migração. O amplexo é a forma que estes seres encontraram para se assegurarem que os genes dos machos são transmitidos às gerações vindouras….o que, na maioria das vezes, se pode traduzir num longo e feliz passeio para os “D. Juans” mas num incómodo fardo para as fêmeas.


Common Toads (Bufo bufo) are the larger amphibians occurring in Portugal. They are quite robust, with big eyes colored orange and warty skin on the back and flanks. In Gândara during the breeding season is normal to see thousands of individuals in search of a appropriate place for the deposition of eggs, which may lead to roam several kilometers during this migration. The amplexus is the way that these beings have found to ensure that the male genes are passed on to future generations .... which, in most cases, can be translated into a long and happy tour for "D. Juans "but a cumbersome burden for females.

segunda-feira, 28 de Outubro de 2013

OUTONO / AUTUMN


“O Verão já se foi.

As madrugadas são mais frias e o verde intenso da copa dos Castanheiros e Carvalhos desvanece numa paleta de tons quentes; amarelos e vermelhos inundam agora a paisagem.
O dia mingua. A luz é menos forte, mais suave e insinua-se de maneira quente e meiga pelas cumeadas serranas. (…) Calmo e sereno, o Outono chega e com ele avizinham-se mudanças radicais no estilo de vida de muitos dos seres vivos que se acantonam nos vales e encostas da serra…”

In “A Serra Encantada”, de João Petronilho & David Guimarães

“Summer is gone.
The mornings are colder and the deep green canopy of Chestnut trees and Oaks fades in a palette of warm colours; yellows and reds inundate the landscape.
The day light time decreases .The light is weaker, softer and walks warmly and sweetly along the mountain ridges. (…) Peaceful and serene, autumn arrives and with it radical changes in the lifestyle of many living beings that can be found in the valleys and slopes of the mountain ...”

In “The Enchanted Mountain”, by João Petronilho & David Guimarães

segunda-feira, 21 de Outubro de 2013

Brandindo as asas / Brandishing the wings


A manhã acordou calma, com uma ligeira brisa soprando de sul! Sob um céu pincelado de um cinzento uniforme, apenas o grasnar dos patos se fazia ouvir misturando-se com o borbulhar dos mergulhos de um ou outro galeirão em busca de alguma planta mais tenra! Próximo de mim, um pato-real decidiu espreguiçar as asas e de seguida levantar voo em direcção à mata! Momentos naturais na Lagoa de Mira…numa manhã nublada…Foto distinguida com uma Menção Honrosa no II Concurso de Fotografia “Água, Sustentabilidade e Alterações Climáticas”…


The morning woke calm, with a slight breeze blowing from south! Under a gray sky only the gaggle of ducks could be heard mingling with the bubbling of dives of coots in search of some more tender plants! Near to me, a mallard decided to stretch their wings and then take off towards to the forest! Natural moments in Mira’s Lagoon….in a cloudy morning…Photo distinguished with an Honorable Mention in the II Photo Competition “Water, Sustainability and Climate Change”…

sábado, 12 de Outubro de 2013

Lameiro florido / Flowery meadow


Últimos dias de Primavera no planalto da Freita…a serra ainda fervilha de vida! Um odor perfumado espalha-se por toda a montanha…As cores vivas dos cardos enfeitam um lameiro de erva de verde pintada…no ar ouvem-se os cânticos de amor das aves e insectos que se exibem perante os seus pares em busca de alma gémea! No final do dia encerra-se mais um ciclo de vida…repete-se um ritual perdido na infinidade do tempo…com a alvorada, outros sonhos brotarão neste pedaço de natureza serrana e encantarão os viajantes que por aqui se aventurem…hoje é dia de celebrar a Serra da Freita, “A Serra Encantada”…


Last days of spring in the Freita’s plateau...the mountain still teems with life. A fragrant odor spreads all over the mountain ... The bright colors of thistles grace a meadow of green grass ... in the air, we can listen the love songs of the birds and insects that exhibit towards their peers in search of soul mate! At the end of the day another life cycle is over... repeating a ritual lost in the infinity of time ... with the dawn, other dreams will sprout on this piece of mountain and will enchant venturing travelers...today is a day to celebrate the Freita’s Mountain, “The Enchanted Mountain”...

terça-feira, 1 de Outubro de 2013

Espectro / Spectrum


Num final de Domingo à tarde…num muro…e após alguns cliques…


One late Sunday afternoon ... on a wall ... and after a few clicks…

segunda-feira, 23 de Setembro de 2013

Quando a temperatura baixa / When the temperature falls


As baixas temperaturas que se faziam sentir no dia 21 de Janeiro de 2011, na Serra da Freita, congelaram e cristalizaram muitos dos pequenos charcos que polvilham o planalto da serra. Apesar do muito frio que se fazia sentir, sobretudo ao vento forte de leste, eu e o David Guimarães, não resistimos e resolvemos partir em busca em busca de padrões de gelo próprios da época…entre os muitos que encontrámos, este foi um dos que foi captados pelas nossas objetivas…Nunca mais chega o inverno… Foto premiada no I Concurso de Fotografia da Quercus, em 2013...
The low temperatures of January 21, of 2011, in Freita Mountain, have frozen and crystallized many small ponds of the plateau. Despite the very cold day, especially the strong wind from the east, me and David Guimarães, could not resist to the appeal of the mountain and decided to go in search for ice patterns ….among the many tht we found, this was one of that was captured by our lenses…Photo prize in First Quercus Photo Contest, 2013…

Sob um céu amarelo / Under a yellow sky


Desde criança, os Licranços foram sempre um fascínio para mim. Os seus corpos singulares, sem patas e o seu comportamento dócil, atraem-me irresistívelmente e sempre que tenho oportunidade tento fazer novas imagens destes belos lagartos. Neste caso, aproveitei a alvura da areia e o amarelo  das flores para construir uma imagem diferente...Foto premiada no I Concurso de Fotografia da Quercus, em 2013...

Since I was a child, Slow Worm were always a fascination for me. Their singular bodies, without legs and their docile behavior, irresistibly attracts me and whenever I have the opportunity I try to make new images of these beautiful lizards. In this case, I used the white of the sand and the yellow of the flowers to build a different image ... Photo prize in First Photo Contest Quercus, in 2013...

segunda-feira, 16 de Setembro de 2013

Bosque da Mizarela / Mizarela wood


.Quando a partir do miradouro se desce a encosta ingreme ao longo de um estreito trilho que conduz até à base da Frecha da Mizarela, somos engolidos por um bosque de carvalhos, uma relíquia dos extensas carvalhais que outrora cobriam os vales e encostas da Serra da Freita. Esta imagem, captada no início da Primavera, mostra o colorido desabrochar das folhas, proporcionando uma visão pictórica deste bosque quase pristino.


When from the viewpoint one descends the steep slope along a narrow trail that leads to the base of Frecha da Mizarela waterfall , we are swallowed by a grove of oak trees, a relic of the extensive oak woods that once covered the valleys and slopes of Serra da Freita . This image, captured in early spring, shows the colorful bloom of leaves, providing a pictorial view of this almost pristine forest.

terça-feira, 10 de Setembro de 2013

Reflexos da lua / Moon reflections


Um momento...uma inspiração...uma paz interior...

A moment...an inspiration...an inner peace...

quarta-feira, 4 de Setembro de 2013

Caminhando entre flores / Walking amoung flowers


Um encontro primaveril com um velho ouriço recém acordado de um longo sono invernal. Na Serra da Freita!


A springtime meeting with an old hedgehog just awakened from a long winter sleep. In Freita’s Mountain!

domingo, 1 de Setembro de 2013

Pedra boroa / "Boroa" stone


Localizada no Junqueiro, no planalto de Albergaria-da-Serra, na Serra da Freita, existem dois blocos de graníticos que apresentam uma textura interessante e que muito se assemelham à côdea das broas ou boroas. Daí o seu nome. Nesta foto, decidi dar-lhe uma interpretação artística, um toque de magia conseguido através de um zooming….


Located in Junqueiro on the Albergaria-da-Serra plateau, at Freita’s Mountain, there are two blocks of granite that have an interesting texture and are very similar to the piecrust of the maize breads. Hence its name “boroa” stone. In this photo, I decided to give it an artistic interpretation, a touch of magic achieved by a zooming ....